Troca de arquivos entre o host e a máquina virtual no Hyper-V

Fala galera! Olha eu novamente aqui, hoje para falar sobre Hyper-V.  Você já precisou copiar algum arquivo para sua máquina virtual e este arquivo estava no seu host? Saiba que é possível criar um compartilhamento no host e acessar ele de dentro da sua máquina virtual.

Este tipo de configuração funciona tanto para o Hyper-V instalado no Windows Server 2008 R2, 2012, 2012 R2 ou 2016 bem como no Windows 7, 8, 8.1 ou 10. Borá lá?

A primeira coisa a fazer é criarmos o compartilhamento no nosso host. Para isso vamos criar um novo diretório no local da sua preferência. Vou chama-lo de TrocasVMs. Feito isso, vamos clicar com o botão direito sobre a pasta e ir em Propriedades e logo em seguida clicar na aba Compartilhamento.

Para realizar o compartilhamento deste diretório, clique em Compartilhamento Avançado, marque a opção Compartilhar este diretório, defina o nome do compartilhamento como TrocasVM$. O cifrão refere-se ao compartilhamento oculto, quando for realizado o acesso através do nome do host deverá ser colocar o caminho completo, contendo o nome do compartilhamento, senão o mesmo não irá aparecer. (Figura 01 e 02).

img-hyperv-09

Figura 01

img-hyperv-10

Figura 02

Espere! Ainda não terminou! Agora temos que dar permissão de escrita para este compartilhamento, por padrão, a permissão é somente leitura. Clique em Permissões e marque a opção Editar. (Figura 03).

img-hyperv-11

Figura 03

Pronto! Nosso compartilhamento já pode ser utilizado. Clique OK e logo após em Aplicar.

O segundo passo é abrir o Gerenciador do Hyper-V e ir até as configurações de rede e configurar um novo comutador do tipo interno. Para isso, clique em Novo comutador virtual e escolha a opção Interno. Feito isso, clique em Criar comutador e logo em seguida em Aplicar. Pronto já temos a rede interna criada para comunicação do host e a máquina virtual. (Figura 04).

img-hyperv-01

Figura 04

Daremos um nome do comutador de Rede Interna Host VM. Logo após clique Rede Interna e por fim em Aplicar. (Figura 05).

img-hyperv-02

Figura 05

 

Diferença entres comutadores no Hyper-V

Rede Externa: Esta rede seleciona o adaptador de rede físico. Este tipo de rede virtual prove acesso à rede que o dispositivo físico está conectado. Se a VM irá se conectar à sua rede ou prover dados como um servidor de arquivos por exemplo, este é o tipo que deve ser utilizado.

Rede Interna: Este rede não prove acesso ao dispositivo físico de rede. Se uma VM está conectada a este tipo de rede virtual ela irá poder se comunicar com todas as outras VMs que também estão conectadas à Internal Network e com o Host que as hospeda. A função principal deste tipo de rede virtual é prover a comunicação entre VMs e Host.

Rede Privada: Uma Private Network é como uma rede virtual interna (Internal Network), pois ela também não conecta o dispositivo físico de rede. Porém, a Private Network permite a comunicação entre todas as VMs da rede virtual privada. Um recurso poderoso para ambientes virtualizados que necessitam manter troca de dados críticos em alta disponiblidade.

Agora vamos até as configurações da máquina virtual e adicione o comutador que acabamos de criar. Clique em Interface de Rede e logo em seguida em Aplicar. Agora veja que aparece mais uma opção nas configurações. Vá até Adaptador de Rede e na caixa de seleção escolha Rede Interna Host VM. Pronto já temos configurado nossa máquina virtual com uma interface de rede correta. (Figura 06 e 07).

 

img-hyperv-03

Figura 06

img-hyperv-04

Figura 07

O próximo passo é realizar a configuração das interfaces de rede, tanto no host quanto na máquina virtual. Para isso, realizar os seguintes passos abaixo: (Figura 08).

  1. Abra o Painel de Controle;
  2. Vá até Central de Rede e Compartilhamento;
  3. Escolha a opção Mudar Adaptadores de Rede;
  4. Clique com o botão direito sobre a conexão vEthernet (Rede Interna Host VM);
  5. Escolha Propriedades;
  6. Clique em Protocolo IP versão 4 (TCP/IPv4);
  7. Escolha Propriedades;
  8. Defina um IP estático (ex: 10.10.1.10) e máscara de rede (255.255.255.0);
  9. Clique em OK para finalizar.
img-hyperv-05

Figura 08

Pronto! Já temos nosso host configurado. Repita os passos para a máquina virtual, lembrando apenas de mudar o endereço IP, no meu caso coloquei 10.10.1.20 e máscara 255.255.255.0.

Feitas as configurações já podemos testar o funcionamento. Vá até o Meu Computador na máquina virtual e digite \\(nome do host)\TrocasVM$, no meu caso \\RODRIGOPC\TrocasVM$. Talvez seja necessário informar as credencias (nome de usuário e senha) do seu host para acesso ao compartilhamento.

Obs: Lembrando que você também pode mapear uma unidade de rede para este caminho.

Se tudo estiver correto aparecerá a imagem abaixo. (Figura 09).

img-hyperv-07

Figura 09

Agora no host, vou copiar um arquivo para este compartilhamento e testaremos se tudo está funcionando perfeitamente. (Figura 10).

img-hyperv-06

Figura 10

Vamos na máquina virtual e veja que o arquivo que copiei apareceu. (Figura 11).

img-hyperv-08

Figura 11

Viu como é legal!
Não esqueça de deixar seu comentário e até mais pessoal! 🙂

Rodrigo Felipe Betussi on EmailRodrigo Felipe Betussi on FacebookRodrigo Felipe Betussi on InstagramRodrigo Felipe Betussi on LinkedinRodrigo Felipe Betussi on Twitter
Rodrigo Felipe Betussi
Administrador de Sistemas em tecnologias Microsoft, Arcserve e Kaspersky na Visual Systems. Sou MCP (Microsoft Certified Professional). Formado em tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas no Instituto Federal de São Paulo. Amplo conhecimento em tecnologias de virtualização e sistemas de gerenciamento de backup Gosto muito de estudar novas tecnologias e fazer networking. Apaixonado por heavy metal, principalmente Iron Maiden! \o/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *